Postado por: Maac Gouveia segunda-feira, 29 de julho de 2013



Oba! A Maratona Literária começou hoje, então vamos lá, correr para cumprirmos as metas!
Como todos que participam da Maratona devem saber, terão desafios diários - que não são obrigatórios - por diferentes blogs. E o de hoje está lá no Por Essas Páginas e lá tem todas as regrinhas. O que temos que fazer? Uma carta para algum personagem que nos cativou... Foi BEM difícil para mim pensar para quem eu ia escrever, mas depois de tanto quebrar a cabeça, encontrei o destinatário perfeito.

Obs: Em relação aos boletins de leitura e o andamento das metas, elas serão postadas no Twitter do blog, @maisquelivros, e então, no post final da Maratona todas serão transcritas pro blog.

Enfim, voltando ao assunto principal, o desafio de hoje, segue aí a minha carta. A carta para August Pullman.

Querido Auggie,

O quanto você não teve que aguentar por ser um pouquinho diferente? Todos nós somos diferentes, é verdade, mas mesmo assim algumas cabeças tolas não pensam dessa forma. Porém você não ligou para o que eles diziam. Eles e seus pensamentos infundados, seus insultos... Você foi muito forte, você suportou tudo o que passou, mesmo sendo tão pequeno. No fim até não se preocupava tanto se parecia o Lobot ou o Freddy Krueger.

Não posso negar que no começo senti uma sensação de estranheza e por várias vezes tentei imaginar o seu rosto, assim como estava sendo descrito. Mas não conseguia. Você me cativou por ser assim, tão inocente, mas nada ingênuo, como muitas crianças. Seu carisma, seu jeito que me emocionou sem que você precisasse se esforçar, fosse apenas você mesmo.

E sabe por que eu não conseguia te ver como uma pessoa horrenda, assim como dizia ser? Pelos motivos escritos acima. Sua personalidade e suas ações eram tão bonitas, que ofuscavam qualquer outra coisa. Eu não enxergava você com sua aparência original, mas sim como se sua personalidade tomasse sua forma, consegue me entender? Até por que aparência não importa. Então eu apenas te via belo, alegre, pois era assim que você era.

De uma certa forma, você me fez ver o mundo de uma forma diferente.

Com carinho,
Maac.

{ 2 comentários... leia-os abaixo ecomente também! }

  1. Oie :)

    Nossa sinceramente me emocionei aqui cara, assim como me emocionei durante a leitura, beijos !!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/ ( comenta lá :D )

    ResponderExcluir
  2. Resolvi não participar da Maratona por falta de tempo, mas estou acompanhando a participação de alguns blog. Adorei a carta feio para o Auggie :) Diz muito do que qualquer leitor de 'Extraordinário' teria vontade de dizer se tivesse a oportunidade. Abraços!

    De Frente com os Livros

    ResponderExcluir

- Copyright © Mas que livro! - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -